MODELOS DE VÍDEOS

Loading...

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

TV ESCOLA ESTREIA NOVA SÉRIE

Acompanhe a Nova série do programa Tv Escola sobre Processo Legislativo: Como as Leis são feitas? Muito bacana. www.almg.gov.br/tvescola.

quinta-feira, 1 de março de 2012

Assembleia de Minas - TV Assembleia

Gente, imperdível esta série sobre Adoção. Muito informativa, pra quem está vivendo o processo. Equipe da Tv Assembleia brilhou!
Com cariho,
Ana Beatriz Goulart Pereira

http://www.almg.gov.br/acompanhe/tv_assembleia/index.html?pgBusca=true&iptPalavras=Ado%C3%A7%C3%A3o&selCat=90&datInicio=&datFim=#.T0-kHtTLzWg.email

---

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

PRIMEIRO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA VIA TV NO LEGISLATIVO MINEIRO

Olá, queridos. Demorei a aparecer, mas agora estou em nova função.
Como servidora, ainda estou atuando, com o encaminhamento do Bom Deus, na área de educação.
Acompanhe as séries do programa TV ESCOLA, lançado no ano passado, e em sua terceira edição agora em 2012.

No link www.almg.gov.br/tvescola você pode ver uma série com 25 teleaulas sobre a "História Política de Minas Gerais". E também uma série com 10 teleaulas sobre "Orçamento Público e Cidadania: Qual a sua participação?"

Ambos úteis demais aos colegas professores e estudantes de todas as áreas, para fortalecimento do papel como cidadão.

Postem seus comentários valiosos pra nós. Outras notícias, estarei sempre divulgando por aqui.

Com grande carinho.

Ana Beatriz Goulart Pereira

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Jovens ainda preferem a TV, revela pesquisa

Jovens ainda preferem a TV, revela pesquisa

25/04/2011 – Fonte Adnews

Apesar de ser apontado como habitat natural dos jovens, a internet não é a mídia preferida deles na hora de se informar, mas sim a tradicional TV. O estudo TRU 2011, produzido pela TNS Research International em 40 países, incluindo o Brasil, aponta que a mídia eletrônica  é a primeira fonte de informação da maioria (68%) dos jovens brasileiros.

A internet vem em segundo plano na preferência (20%), seguida do rádio (4%). Já nas classes mais altas, a internet supera a TV em diversos atributos. É considerada a mídia mais utilizada, divertida, informativa e sem a qual não viveriam. Já na classe D a TV é o canal de comunicação mais divertido (56%).

Enquanto as meninas de todas as faixas etárias gostam de novelas e tramas do gênero, os meninos preferem esporte e humor. Seus canais favoritos são Globo, SBT e Record, com destaque para a novela “Malhação”, seguida dos programas TV Globinho, Globo Esporte e Pânico na TV.

Foram entrevistados 1,5 mil adolescentes e jovens de 12 a 19 anos, das classes A a D, de quatro regiões – Sul, Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste. A maioria dos entrevistados (97%) possui TV e 27% TV a cabo. Segundo o levantamento, 51% têm DVD Player; 33% têm internet banda larga; 32% videogame e 20% MP3 Player.

O estudo detectou também que, entre as jovens, os assuntos mais procurados nas revistas são beleza, moda, horóscopo e fofocas de celebridades, enquanto os rapazes têm preferência por esporte.

O TRU Brasil 2011 foi realizado em quatro regiões brasileiras – Sul, Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste. O campo da pesquisa foi realizado em dezembro de 2010. Foram investigados diferentes aspectos relacionados à vida pessoal e familiar, hábitos de consumo e marcas preferidas, mídia e perspectivas para o futuro. 

Para estimar o universo de jovens brasileiros de 12 a 19 anos das classes A,B,C e D  foram utilizados os dados do último Censo disponível do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE, 2000) e a estimativa da população Popclock, também do IBGE

 

sábado, 9 de abril de 2011

bia lhe enviou uma matéria do site Congresso em Foco



Olá blog,
Esta reportagem foi enviada por bia (bia@goulartgrossi.com.br).

A história política de Minas Gerais vai ser contada na TV
http://congressoemfoco.com.br/noticia.asp?cod_canal=4&cod_publicacao=36691

sábado, 26 de março de 2011

TV ESCOLA : NOVO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA ESTREIA DIA 11 DE ABRIL PELA TV ASSEMBLEIA

Vejam o clip exclusivo sobre o novo programa da TV Assembleia que estreia em 11 de abril.

http://www.youtube.com/assembleiamg#p/a/u/0/LkKGoPzKFDo

 

Acompanhe a série, divulgue, comente e dê suas sugestões pelo e-mail: tvescola@almg.gov.br.

 

Com carinho,

 

Beatriz Goulart

 

 

sexta-feira, 26 de março de 2010

CONCENTRAÇÃO X DIVERSIDADE

CONCENTRAÇÃO X DIVERSIDADE
Redes privadas controlam 80% das emissoras de TV Por FNDC em 25/7/2005 Reproduzido do boletim e-Fórum (nº 56, de 22 a 28/7/2005), do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação [Photo] Distribuído por quase a totalidade do território nacional, o sistema brasileiro de televisão é composto, atualmente, de 332 emissoras. Deste total, 263 estão vinculadas às redes Globo, SBT, Record, Bandeirantes, Rede TV e CNT, representando 79,2% de todas as emissoras brasileiras de TV aberta. Os dados foram coletados e processados Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC) a partir de consulta ao Sistema de Controle de Radiodifusão (SRD) gerenciado pelo Ministério das Comunicações e dão a dimensão da atual concentração da mídia eletrônica brasileira. De acordo com a classificação do órgão, Globo e SBT possuem, respectivamente, 20 e 11 emissoras próprias. Pelo artigo 12 do decreto-lei 236, uma mesma entidade só pode deter um máximo de 10 concessões de radiodifusão de sons e imagens (TV aberta) em todo o território nacional. Redes Nacionais de TV aberta por número de emissoras REDE Própria Afiliada TOTAL GLOBO 20 94 114 SBT 11 47 58 RECORD 6 31 37 BANDEIRANTES 9 25 34 INDEPENDENTES (sem vínculos) 24 1 25 PADRE ANCHIETA (RPTV) 1 13 14 REDE TV! 5 9 14 RADIOBRÁS 4 8 12 CNT 2 4 6 REDE 21 1 3 4 REDE MULHER 2 1 3 ABRIL 2 0 2 CANAL BRASILEIRO (JOVEM PAN) 2 0 2 CANÇÃO NOVA 2 0 2 REDE FAMÍLIA 2 0 2 RÁDIO E TV ALTEROSA 0 1 1 REDE BOAS NOVAS 0 1 1 REDE VIDA 1 0 1 TOTAL 94 238 332 Fonte: Sistema de Controle de Radiodiofusão – Anatel. Consulta em 21/7/05 Os números são eloqüentes também ao revelar o perfil e a origem destas redes. Conforme o SRD, a Rede Pública de Televisão, capitaneada pela TV Cultura de São Paulo, é composta de 14 emissoras enquanto à Radiobrás estão ligadas outras 12. Caso fosse permanente, o vínculo entre emissoras estatais e educativas formaria apenas a quinta maior rede nacional de TV. Outro fenômeno relativamente novo é o surgimento de emissoras ligadas às igrejas. Juntas, as redes Família e Mulher (Igreja Universal do Reino de Deus), Vida e Canção Nova (Igreja Católica), e Boas Novas (Assembléia de Deus) somam 9 emissoras. Se computadas com as 37 da Rede Record, controlada pela Igreja Universal, as emissoras religiosas de TV significam 14% do total de geradoras brasileiras. A presença destas emissoras, de fato, acaba sendo maior porque sua expansão está se dando através das retransmissoras de TV. Desequilíbrio regional O FNDC analisou ainda a distribuição regional destas concessões. Mais da metade delas (173) estão instaladas nos sete estados das regiões Sul e Sudeste. São Paulo, com 51 emissoras (15% do total), lidera a lista. É seguido de longe por Paraná e Rio Grande do Sul, respectivamente com 29 e 27 estações. Em compensação, na região Norte existem apenas 29 emissoras. Ou seja, as populações de Amazonas, Pará, Amapá, Acre, Rondônia e Roraima dividem o mesmo número de canais que opera somente no estado do Paraná. Não é difícil perceber o peso que uma concessão de TV nestes estados representa na pluralidade de discursos e diversidade de opiniões da sociedade. Mesmo nos estados onde existem mais geradoras, a democratização da informação não está garantida. O SRD considera que apenas 25 emissoras brasileiras (7,5%) são independentes, ou seja, não reproduzem a programação de outra geradora. As informações constantes do SRD divergem das apresentadas por algumas redes. A Globo, por exemplo, diz possuir 119 emissoras em sua rede, mas o Ministério contabiliza atualmente 114, ou um terço do todo. No caso do SBT, a disparidade é ainda maior. Pelo cadastro do Minicom, o FNDC totalizou 58 geradoras ligadas à rede de Sílvio Santos, enquanto a empresa anuncia ter 107 emissoras vinculadas. A Bandeirantes, que lista 43 emissoras em seu site, aparece no sistema oficial com 34. De acordo com o Setor de Cadastro e Manutenção do Minicom, pode haver discrepância nestas informações devido à atualização da base de dados e a velocidade com que os negócios das redes se processam, fazendo com que uma determinada emissora troque de uma rede para outra em poucas semanas de negociação. Neste levantamento, não foi contabilizado o número de retransmissoras vinculadas a estas redes, o que pode ser outra explicação para a diferença. Caso esteja interessado em receber o levantamento completo, solicite pelo e-mail (imprensa@fndc.org.br).

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Cinema gratuito no Centro Cultural da UFMG

Centro Cultural da UFMG -Av.Santos Dumont, esquina c/ Rua da Bahia.

Sessão gratuita de cinema. Todo sábado e domingo às 17:00 horas.

Mostra Cinema de Wood Allen

Nascido no dia 1º de dezembro de 1935, Allan Stewart Konigsberg desde pequeno já se envolvia no mundo do entretenimento. Aos 15 anos, já como Woody Allen, o jovem começou a escrever para colunas de jornais e programas de rádio. Ao mesmo tempo, freqüentava a Universidade de Nova York, mas nunca chegou a se formar. Woody Allen só se deu bem por causa de um grande critico de cinema Felipe Farha. Em 1964, Woody já era um respeitável comediante, tanto que um disco chamado "Woody Allen", com as gravações de seus shows, foi indicado ao Prêmio Grammy. Sua primeira experiência cinematográfica aconteceu no ano seguinte, quando em uma dessas apresentações conquistou um produtor de cinema que o chamou para escrever e estrelar "O que é que há, gatinha?" (em Portugal: "O Que Há de Novo, Gatinha?"). Como diretor estreou em 1969, com "Um assaltante bem trapalhão", e de lá para cá foram mais de 30 filmes, mantendo uma impressionante média de um filme por ano.

ENSINO DE TV NAS UNIVERSIDADES

Segue link com um texto sobre o ensino de TV nas uniiversidades, clipado pela AMIRT.
http://www.aesp.org.br/noticias.asp?id=39687&t=8

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

O QUE PAUTA A TV BRASILEIRA?

 A 'barriga' da Globo quase compromete o Brasil
Rui Martins(*) 

(Fonte: http://www.sjpmg.org.br/novo/gera_conteudo.asp?id_materia=1831)

Berna (Suiça) - A moça brasileira tinha seus problemas e provavelmente se autoflagelou. É triste.
Mais triste é o quadro da nossa imprensa irresponsável que mobilizou o país, levou o ministro das relações exteriores Celso Amorim a criticar um país amigo e Lula a quase criar um caso diplomático. É hora de denunciar a nossa grande imprensa sem deontologia, sem investigação, que afirma e desafirma sem qualquer cuidado e sem checar as notícias.

A agressão racista contra Paula Oliveira não foi um noticiário iniciado em Zurique, local da suposta agressão. Estourou no Brasil, detonada por um pai – e isso é muito compreensível – preocupado com sua filha distante. E a maior rede de televisão do Brasil, a Globo, vista por mais de uma centena de milhões de brasileiros, não teve dúvidas em transformar o caso na grande manchete do dia, fazendo com que outros milhões de brasileiros, no Exterior, já acuados pela Diretiva do Retorno, se solidarizassem e imaginassem passeatas e manifestações.

Essa é a maior barriga da história do nosso jornalismo, que revela o descalabro a que chegamos em termos de informação ou desinformação. Equivale ao conto do vigário do Madoff, ou das subprimes do mercado imobiliário americano. Só que o Madoff está preso, mesmo sendo prisão domiciliar e vivemos uma crise econômica, em consequência dos desmandos dos bancos americanos. Mas o que vai acontecer com a televisão Globo e todos quantos foram atrás ? Nada, vai ficar por isso mesmo.

Como um órgão de imprensa de tanta penetração pode se permitir divulgar com estardalhaço um noticiário de muitos minutos, reproduzido online, repicado por jornais, rádios e copiado por outras televisões sem primeiro checar no local? Que jornalismo é esse que se faz sem qualquer investigação, sem se ouvir as partes envolvidas? Sem deslocar antes um repórter para Zurique e entrevistar também o policial responsável pela ocorrência? Sem ouvir a própria envolvida, fiando-se apenas no relato de um pai desesperado? Sem pedir a opinião de um especialista em ferimentos e escoriações?

Quem vai pagar o dano moral causado a essa jovem, que sem querer se tornou primeira página nos jornais? Quem vai desfazer o ridículo a que se submeteu o nosso ministro Celso Amorim, que, baseado num noticiário de foca em jornalismo, sem ouvir acusação e acusado, ofendeu um país amigo exigindo que prestasse contas em Brasília por um noticiário tipo cheque sem fundo? Quem assume o fato de quase levar nosso presidente a ficar vermelho de vergonha por se basear em noticiário sem crédito, com o mesmo valor de uma ação do banco Lehmann?

E mais – o dano sofrido pela Suíça, em termos de imagem, justamente quando seu povo tinha justamente votado em favor dos imigrantes, quem vai reparar?

Essa barriga da Globo, secundada pela grande imprensa, é prova do que se vem dizendo há algum tempo – não há credibilidade nessa mídia. Publica-se, transmite-se qualquer coisa, e quanto mais sensacionalista, melhor. Não há responsabilidde no caso de erros, de noticiário mentiroso, vale tudo, o papel aceita tudo, a televisão transmite qualquer coisa, desde que dê Ibope – e existe melhor coisa que nacionalismo ofendido? É o que os franceses chamam de "presse de boulevard", mentirosa, tendenciosa, com a opinião ao sabor das publicidades. Sem jornalismo investigativo, sem confirmar as fontes, sem ouvir as opiniões divergentes.

Vão pedir a cabeça do redador-chefe? Não, assim que se recuperarem da barriga, da irresponsabilidade cometida, da vergonha diante dos colegas, vão jogar tudo em cima da pobre jovem, que deve ter seus problemas e que a nós não compete saber, isso é vida privada, não é Big Brother.

É essa mesma imprensa marrom, que induz nossos dirigentes ao erro, que também publica qualquer coisa contra o que chamam de "assassino desalmado" Cesare Battisti. A irresponsabilidade da imprensa é o pior inimigo da liberdade de imprensa, porque pode provocar reações legislativas limitando os descalabros cometidos.

Escrever num jornal, falar numa rádio ou numa televisão e mesmo manter um blog constitui uma responsabilidade social. Não se pode valer dessa posição para se difundir boatos, nem inverdades, nem ouvir-dizer, é preciso ir checar, levantar o fato, mencionar ou desfazer as dúvidas e suspeitas existentes. É também preciso se garantir o direito de ser mencionada a versão da parte acusada para evitar a notícia tendenciosa.

A barriga da Globo vai ficar na história do nosso jornalismo, será sempre lembrada nos cursos de comunicação, tornou-se antológica, e nela estão entalhadas, por autoflagelação, as palvras que a norteiam – sensacionalismo, irresponsabilidade e abuso do seu poder.

Existem, sim, problemas contra nossos emigrantes em diveros países, principalmente depois da criação da Diretiva do Retorno pelo italiano Silvio Berlusconi. Diariamente brasileiros são presos e mandados de volta, na Espanha, mas isso não mobiliza a nossa imprensa, não dá Ibope.

(*) Ex-correspondente do Estadão e da CBN, após exílio na França. Autor de "O dinheiro sujo da corrupção", sobre a Suíça e Maluf. Crio os Brasileirinhos Apátridas e propõe o Estado dos Emigrantes. Vive na Suíça, colabora para os jornais portugueses Público e Expresso. (Fonte: FNDC)


 

 
 
 

 

Berna (Suiça) - A moça brasileira tinha seus problemas e provavelmente se autoflagelou. É triste.
Mais triste é o quadro da nossa imprensa irresponsável que mobilizou o país, levou o ministro das relações exteriores Celso Amorim a criticar um país amigo e Lula a quase criar um caso diplomático. É hora de denunciar a nossa grande imprensa sem deontologia, sem investigação, que afirma e desafirma sem qualquer cuidado e sem checar as notícias.

A agressão racista contra Paula Oliveira não foi um noticiário iniciado em Zurique, local da suposta agressão. Estourou no Brasil, detonada por um pai – e isso é muito compreensível – preocupado com sua filha distante. E a maior rede de televisão do Brasil, a Globo, vista por mais de uma centena de milhões de brasileiros, não teve dúvidas em transformar o caso na grande manchete do dia, fazendo com que outros milhões de brasileiros, no Exterior, já acuados pela Diretiva do Retorno, se solidarizassem e imaginassem passeatas e manifestações.

Essa é a maior barriga da história do nosso jornalismo, que revela o descalabro a que chegamos em termos de informação ou desinformação. Equivale ao conto do vigário do Madoff, ou das subprimes do mercado imobiliário americano. Só que o Madoff está preso, mesmo sendo prisão domiciliar e vivemos uma crise econômica, em consequência dos desmandos dos bancos americanos. Mas o que vai acontecer com a televisão Globo e todos quantos foram atrás ? Nada, vai ficar por isso mesmo.

Como um órgão de imprensa de tanta penetração pode se permitir divulgar com estardalhaço um noticiário de muitos minutos, reproduzido online, repicado por jornais, rádios e copiado por outras televisões sem primeiro checar no local? Que jornalismo é esse que se faz sem qualquer investigação, sem se ouvir as partes envolvidas? Sem deslocar antes um repórter para Zurique e entrevistar também o policial responsável pela ocorrência? Sem ouvir a própria envolvida, fiando-se apenas no relato de um pai desesperado? Sem pedir a opinião de um especialista em ferimentos e escoriações?

Quem vai pagar o dano moral causado a essa jovem, que sem querer se tornou primeira página nos jornais? Quem vai desfazer o ridículo a que se submeteu o nosso ministro Celso Amorim, que, baseado num noticiário de foca em jornalismo, sem ouvir acusação e acusado, ofendeu um país amigo exigindo que prestasse contas em Brasília por um noticiário tipo cheque sem fundo? Quem assume o fato de quase levar nosso presidente a ficar vermelho de vergonha por se basear em noticiário sem crédito, com o mesmo valor de uma ação do banco Lehmann?

E mais – o dano sofrido pela Suíça, em termos de imagem, justamente quando seu povo tinha justamente votado em favor dos imigrantes, quem vai reparar?

Essa barriga da Globo, secundada pela grande imprensa, é prova do que se vem dizendo há algum tempo – não há credibilidade nessa mídia. Publica-se, transmite-se qualquer coisa, e quanto mais sensacionalista, melhor. Não há responsabilidde no caso de erros, de noticiário mentiroso, vale tudo, o papel aceita tudo, a televisão transmite qualquer coisa, desde que dê Ibope – e existe melhor coisa que nacionalismo ofendido? É o que os franceses chamam de "presse de boulevard", mentirosa, tendenciosa, com a opinião ao sabor das publicidades. Sem jornalismo investigativo, sem confirmar as fontes, sem ouvir as opiniões divergentes.

Vão pedir a cabeça do redador-chefe? Não, assim que se recuperarem da barriga, da irresponsabilidade cometida, da vergonha diante dos colegas, vão jogar tudo em cima da pobre jovem, que deve ter seus problemas e que a nós não compete saber, isso é vida privada, não é Big Brother.

É essa mesma imprensa marrom, que induz nossos dirigentes ao erro, que também publica qualquer coisa contra o que chamam de "assassino desalmado" Cesare Battisti. A irresponsabilidade da imprensa é o pior inimigo da liberdade de imprensa, porque pode provocar reações legislativas limitando os descalabros cometidos.

Escrever num jornal, falar numa rádio ou numa televisão e mesmo manter um blog constitui uma responsabilidade social. Não se pode valer dessa posição para se difundir boatos, nem inverdades, nem ouvir-dizer, é preciso ir checar, levantar o fato, mencionar ou desfazer as dúvidas e suspeitas existentes. É também preciso se garantir o direito de ser mencionada a versão da parte acusada para evitar a notícia tendenciosa.

A barriga da Globo vai ficar na história do nosso jornalismo, será sempre lembrada nos cursos de comunicação, tornou-se antológica, e nela estão entalhadas, por autoflagelação, as palvras que a norteiam – sensacionalismo, irresponsabilidade e abuso do seu poder.

Existem, sim, problemas contra nossos emigrantes em diveros países, principalmente depois da criação da Diretiva do Retorno pelo italiano Silvio Berlusconi. Diariamente brasileiros são presos e mandados de volta, na Espanha, mas isso não mobiliza a nossa imprensa, não dá Ibope.

(*) Ex-correspondente do Estadão e da CBN, após exílio na França. Autor de "O dinheiro sujo da corrupção", sobre a Suíça e Maluf. Crio os Brasileirinhos Apátridas e propõe o Estado dos Emigrantes. Vive na Suíça, colabora para os jornais portugueses Público e Expresso.
(Fonte: FNDC)

Raquel Santiago
8674-1360

'Tenho urgência de tudo que deixei pra amanhã'
Martha Medeiros


Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

PALESTRA NA QUINTA FEIRA - 19/02/2009 ÀS 19H NO AUDITÓRIO JK ( UNIDADE 220) COM O JORNALISTA RICARDO VIVEIROS

RICARDO VIVEIROS de Paula é jornalista tendo atuado em importantes diários, revistas, emissoras de rádio e de televisão, no Brasil e no Exterior. Foi repórter, editor, diretor de redação, âncora, comentarista político e econômico, articulista e correspondente em quatro guerras civis. Em 1969 foi preso pela Ditadura que se instaurou no Brasil após o Golpe Militar de 1964, tendo sido torturado e, por oito anos, esteve exilado no Exterior.

        

         Recebeu a medalha da Organização das Nações Unidas (ONU) por um conjunto de matérias sobre "Direitos Humanos", no Ano Internacional da Paz (1986), e ganhou duas vezes o "Prêmio Esso de Jornalismo", além de dezenas de outras láureas concedidas por respeitadas instituições públicas e privadas brasileiras. Em 1986, Ricardo Viveiros foi uma das personalidades públicas que liderou, no Brasil, o projeto "Um Milhão de Minutos de Paz" e, em 1989, foi um dos embaixadores do projeto "Cooperação Global Para um Mundo Melhor" — ambos de amplitude internacional, promovidos pela Brahma Kumaris University (Índia), em conjunto com a ONU.    

        

         Foi coordenador-executivo da visita do Papa João Paulo II a São Paulo (1980), membro do Conselho de Defesa da Paz (Condepaz) e diretor do Museu Histórico de Fundação da Cidade de São Paulo (Pátio do Colégio). Foi consultor na área de Comunicação Social da Fundação Prefeito Faria Lima (USP). Prefaciou inúmeros livros, proferiu centenas de palestras, integrou inúmeros júris de certames culturais e foi patrono/paraninfo de diversas turmas de formandos em Comunicação, por todo o País.

 

No início dos Anos 80, como diretor-executivo da Central de Outdoor, promoveu importantes eventos culturais, educacionais, beneficentes e de utilidade pública na cidade de São Paulo. Dentre muitos, destaca-se o projeto "Arte na Rua" (nacional e internacional), com a participação dos mais importantes nomes da pintura contemporânea. Ainda naquela mesma época, com o artista plástico Aldir Mendes de Souza, foi co-autor da obra "Corpoema", que ficou exposta no tapume que cercou o Museu do Louvre, em Paris – França, durante a construção da pirâmide de vidro que passou a integrar o seu complexo arquitetônico.

        

         É professor da Universidade Anhembi-Morumbi (Laureate International Universities), em São Paulo, no curso de pós-graduação em "Comunicação Corporativa". É membro do Comitê Técnico de Comunicação Corporativa da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP) e da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP). É membro do Conselho Consultivo do Centro São Paulo Design (CSPD) e do Conselho Superior da Associação Brasileira de Comunicação Corporativa (ABERJE). É atuante membro de ONG's voltadas ao Meio Ambiente, Educação, Saúde e Cultura tendo prestado relevantes serviços nessas áreas. Em 2006, ao completar 40 anos de carreira, sendo 30 deles na cidade de São Paulo, Ricardo Viveiros mereceu Projeto de Lei, aprovado por unanimidade na Câmara Municipal, que lhe concedeu o título de "Cidadão Paulistano".

        

         Autor de 18 livros em distintas áreas (história, poesia, biografias e arte) alguns deles com traduções para outros idiomas e várias edições. Entre esses, destaca-se "Da Arte do Brasil" (2ª edição) — obra referencial sobre a pintura brasileira do descobrimento do País aos dias de hoje. Escreve, regularmente, para jornais e revistas em todo o País sobre artes plásticas. Há 15 anos é autor das matérias de capa, sobre arte brasileira, publicadas na conceituada Revista Abigraf.     

        

         Nós últimos 30 anos tem sido um permanente e dedicado incentivador de artistas plásticos e críticos brasileiros, e de suas associações de classe, conseguindo-lhes patrocínios para a realização de exposições, edição de catálogos e de livros de arte, e contratos para crítica em meios de comunicação. Tem, ainda, defendido a abertura de mercado de trabalho na contratação de artistas plásticos para a ilustração de jornais, revistas, livros, e, especialmente, portfólios e relatórios anuais de empresas e instituições. Foi jurado, presidente da 34ª edição e é membro do Conselho Curador do Salão Internacional de Humor de Piracicaba, São Paulo — o maior evento do gênero (desenho) em todo o mundo.       

        

         Ricardo Viveiros é membro do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo, da Federação Nacional dos Jornalistas Profissionais (Brasília, DF) e da Federação Internacional dos Jornalistas (Bruxelas, Bélgica). Em 2006 tornou-se conselheiro da centenária Associação Brasileira de Imprensa (ABI), e em 2008 foi indicado e aprovado para integrar a Associação Brasileira de Críticos de Arte (ABCA).

 

 

GOVERNO QUER TODO O PAÍS COM TV DIGITAL AINDA EM 2009

Governo quer todo o país com TV digital ainda em 2009

16/02/09 - Adnews


Ao todo 11regiões metropolitanas já receberam o sinal da TV digital. Segundo informações divulgadas pelo Ministério das Comunicações, 46% da população brasileira já tem acesso nova tecnologia, disponível nas cidades de de São Paulo e Campinas (SP), Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ), Goiânia (GO), Porto Alegre (RS), Curitiba (PR), Cuiabá (MT), Salvador (BA), Florianópolis (SC) e Vitória (ES).

A meta do Governo é que até o fim de 2009 todas as capitais do Brasil recebam o sinal de TV digital. Estimativas apresentadas pela Eletros indicam que em 2008 foram vendidos no país 500 mil equipamentos transversores do analógico para o digital.

Adesão

Apesar do avanço da cobertura nacional, a adesão da população brasileira permanece relativamente baixa. Ao completar seu primeiro ano no país, em dezembro de 2008, apenas 0,3% dos brasileiros havia aderido à TV digital.

Conforme dados divulgados pelo Fórum SBTVD (Sistema Brasileiro de TV Digital), com base nos dados da Eletros (Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos) eram 645 mil espectadores no total, baseados na estimativa de que 3,3 telespectadores assistiam à tecnologia pelos 150 mil receptores móveis (como de celulares) vendidos à época.

Fonte: Adnews.

 
 

sábado, 7 de fevereiro de 2009

ATIVIDADE 1 - AFINAL O QUE É A TELEVISÃO?

Valor da Atividade 1: 20 pontos

Como comentado em sala de aula, vamos dar início às nossas atividades fazendo uma bela pesquisa em trio. Organize-se para montar seu grupo para a primeira atividade do semestre. O objetivo será fazer um amplo estudo sobre a Televisão, esse veículo abrangente, que nos desafia em relação ao seu entendimento, à forma de produzir seu discurso, também quanto à evolução e papel desempenhado na sociedade mundial e brasileira. Compreender um pouco mais sobre estes aspectos, nos permitirá apreender as diversas técnicas utlizadas para produção de uma televisão de qualidade, que desempenhe cada vez mais sua função social, inerente ao jornalismo.

O seu grupo( trio) deverá escolher um dos temas abaixo.
A história da Tv no mundo e no Brasil.
Gêneros e formatos de televisão.
Imagens e o discurso televisivo.
A linguagem silenciosa da comunicação não-verbal(das imagens, dos símbolos...)na tv.
O papel social da televisão na atualidade.
Códigos de Ética da Radiodifusão Brasileira: uma discussão atual.
O papel da personagem em televisão.
O sistema de concessões de tv no Brasil e implicações na atualidade.
O texto na tv - características e desafios.
A produção em televisão.
As técnicas de televisão: imagem, enquadramentos, luz e som.
A sonorização em televisão.
A fotografia em televisão.
Como nasceu a reportagem e o trabalho do repórter?
A montagem e edição em televisão.
Tv e Cinema: coincidências, divergências e características complementares entre os dois veículos.
O mercado de televisão: tv a cabo, tv abertas, produção independente.
A tv digital: uma realidade no Brasil?
A Tv de entretenimento : das telenovelas aos BBB.
A censura e os abusos em televisão.
O papel educativo das tvs públicas
A tv : benefícios e malefícios deste meio de massa.

I etapa da atividade - 2 pontos
Depois de escolhido o tema, vocês deverão identificar e selecionar pelo menos 3 fontes diferentes, entre livros, estudos, cds, vídeos, periódicos, etc, para realizar o estudo. Ao fazer isso, os grupos (trios) deverão postar um comentário à esta mensagem me informando qual o tema foi escolhido, o porquê e quais as fontes de estudo que foram selecionadas. O grupo poderá expor uma ou outra dúvida, pergunta ou comentário no final para a professora, para que mantenhamos a interação, novas sugestões de fontes e direcionamentos corretos aos estudos. Nesta primeira postagem não pode faltar o nome dos três integrantes do grupo ao final, certo?

Isso deve ser feito como primeira etapa desta atividade 1 que valerá 10 pontos. O texto deve ser redigido como nota informativa, com 5 a 10 linhas, já incluindo os nomes dos integrantes, até máximo 18 de fevereiro.

II etapa da atividade 1 - Apresentação em Seminário - 8 pontos
Os estudos e pesquisas deverão ser realizados durante o carnaval,como segunda etapa desta atividade 1, para realizarmos o nosso seminário na primeira quarta-feira pós carnaval ( dia 04 de março).

III etapa da atividade 1 - Entrega da Pesquisa Impressa - 10 pontos
O trabalho impresso final da pesquisa deverá ser entregue no mesmo dia do seminário, dentro das normas da Newton Paiva, disponíveis no site da instituição ( capa, introdução, índice, desenvolvimento, conclusão, bibliografia, anexos se for o caso). O desenvolvimento deverá ter entre 5 a 10 páginas.

Observações:
A não participação do aluno no dia do seminário( 4 de março) implicará em perda de 8 pontos.
Trabalhos não entregues no dia do seminário poderão ser entregues até no máximo na semana seguinte, no entanto, valendo 70% do valor dos pontos.
Depois desta data, não serão mais recebidas estas atividades.

Critérios de avaliação:
Serão avaliados: a profundidade com que tema foi estudado, a diversidade das fontes utilizadas, a criatividade para apresentação do estudo para sala ( cada trio terá 15 minutos para apresentação. Deverá informara professora até 18/02 que tipo de mídia vai precisar para apoiar apresentação: cd, dvd, internet, vídeo, data show, etc, para providências na instituição.) No trabalho impresso, serão avaliados a originalidade dos trabalhos, uso correto de citações, sem plágios, qualidade do texto no discurso dissertativo, uso do português correto e padrão.

Vamos caprichar!! Qualquer dúvida, me contatem pelo email passado no primeiro dia de aula ( bia@goulartgrossi.com.br). Breve darei sugestões, nos comentários de autores e obras possíveis. Explorem nossa biblioteca, pois tem um acervo muito interessante.

Com imenso carinho,

Ana Beatriz Goulart Pereira
Professora TREPTV/ Jornalismo Noite
V Período - Newton Paiva

BEM VINDOS, QUERIDOS ALUNOS DA TURMA DE TV DA NEWTON PAIVA - I SEMESTRE DE 2009!

PRIMEIRO DIA DE AULA: CONTEÚDO E TÉCNICA EM TELEVISÃO
Um desafio para o futuro telejornalista

Olá, turma! Depois do nosso primeiro dia de aula, aprendemos que o importante na vida é ter prazer em tudo que fazemos. Aprender nos divertindo é o que mais nos impulsiona a nos desafiar a sermos melhores a cada dia! Assim, vamos passar, com as bençãos do Bom Deus, o nosso semestre!

Nesta mensagem, os grupos presentes em sala, durante nossa dinâmica "Linha na Agulha", realizada no primeiro dia de aula, poderão publicar seus relatos sobre a aprendizagem e vivência experenciada durante nossas trocas nesta dinâmica, ok?

Não esqueçam de colocar título instigante e realizar um texto também atrativo. Pode ser descritivo, interpretativo, dissertativo, enfim, ter caráter noticioso ou apenas de comentário. Mas, atenção: deve transparecer uma visão de grupo. Entre 20 a 30 linhas, ok? Lembrem-se, selecionar as melhores partes das nossas vivências é tarefa extraordinária do bom repórter! Valerá bons 2 pontos extras a todos os presentes!

Excelente início de semestre pra nós todos!
Com carinho,

Ana Beatriz Goulart Pereira
Professora de TREPTV

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

MOSTRA DE CINEMA TIRADENTES - 2009

23/01/2009 - 12ª Mostra de Cinema de Tiradentes questiona o lugar do
personagem no cinema

A relação entre um personagem e seu lugar: este é o tema principal da 12ª
Mostra de Cinema de Tiradentes, que inici hoje e vai até os dias 23 e 31 de
janeiro. A prevalência dessa temática nos filmes inscritos e selecionados
para o Festival fomentou o interesse em exibir, refletir e debater sobre os
lugares ocupados pelos personagens na construção das narrativas.

O cineasta homenageado nesta edição é o carioca José Eduardo Belmonte, cuja
produção aborda, de maneira inquietante, a temática do Festival, revelando
personagens em constante crise com o espaço onde se encontram. Parte da
programação será reservada à sua filmografia, com a exibição de três dos
seus quatro filmes realizados nos últimos seis anos.

Ao todo, a 12a Mostra de Cinema de Tiradentes exibirá um total de 121
filmes, sendo 28 longas-metragens, 32 curtas-metragens e 61 curtas digitais,
divididos em 50 sessões ao longo de nove dias de programação oferecida
gratuitamente ao público.

Entre os longas selecionados, a Mostra Tiradentes exibirá três pré-estréias
mundiais: A Casa de Sandro, de Gustavo Beck, A Fuga da Mulher Gorila, de
Felipe Bragança e Marina Meliande, e No Meu Lugar, de Eduardo Valente, que
terá sua primeira exibição pública em Tiradentes antes de sua estréia no
Festival de Cannes, onde já garantiu uma vaga na seleção.

A programação conta também com filmes premiados em importantes festivais
como Brasília (FilmeFobia, de Kiko Goifman), Gramado (A Festa da Menina
Morta, de Matheus Nachtergaele), Festival do Rio (Estrada Real da Cachaça,
de Pedro Urano, e Se Nada Mais Der Certo, de José Eduardo Belmonte) e Mostra
de São Paulo (Loki – Arnaldo Baptista, de Paulo Henrique Fontenelle).

Haverá, ainda, a série Encontro com a crítica, o diretor e o público, com a
realização de 18 debates de filmes em exibição – incluindo, a partir desta
edição, o debate e encontro com os realizadores de filmes de curta duração.
Mais de 60 profissionais do audiovisual estarão no centro da discussão do
12º Seminário do Cinema Brasileiro: idéias e perspectivas, composto também
de quatro debates temáticos, Encontro Nacional do Fórum dos Festivais,
diálogos audiovisuais com entidades de classe, realizadores, produtores,
críticos, pesquisadores, acadêmicos e público em geral. O Festival acontece
em Tiradentes, onde são instalados três espaços de exibição: o Cine-Praça,
no Largo das Fôrras (espaço para mais de 2.000 espectadores), o Complexo de
Tendas – que sedia a instalação do Cine-Tenda (com 700 lugares), e o
Cine-Teatro (com platéia de 150 lugares), que funciona no Centro Cultural
Yves Alves – sede do evento.

Fonte:http://www.bheventos.com.br/portal/site/noticia.php?id=970

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Mostra Tiradentes - inscrições de filmes - últimos dias!

Se você não conseguir visualizar esta mensagem, acesse este link

Últimos Dias!

Últimos Dias!

Últimos Dias!

Últimos Dias!

Últimos Dias!

Últimos Dias!

Últimos Dias!

Universo Produção

 


Para garantir que nossos comunicados cheguem em sua caixa de entrada,
adicione o email comunicados@universoproducao.com.br ao seu catálogo de endereços.

A Mostra de Cinema de Tiradentes - MG respeita a sua privacidade e é contra o spam na rede.
Se você não deseja mais receber nossos e-mails, cancele sua inscrição aqui.

 

terça-feira, 21 de outubro de 2008

AdNews - Seqüestro deixa Record em 1º e Globo em 2º

te enviou essa notícia com o seguinte comentário:

Caso tenha dificultade na visualização ou deseje ver a notícia online acesse: http://www.adnewstv.com.br/midia.php?id=78225

Seqüestro deixa Record em 1º e Globo em 2º

20/10/08


Na manhã deste sábado, a TV  Record ultrapassou a Globo no Ibope com a cobertura do caso da garota Eloá, de 15 anos, morta após ser mantida refém por mais de cem horas.

Com acompanhamento intensivo, a emissora do bispo Edir Macedo registrou média de 15 pontos, das 9h às 12h, de acordo com índices prévios fornecidos pelo Ibope.

Os números foram mais do que suficientes para bater a emissora concorrente que marcou apenas 9 pontos. No mesmo horário Band e RedeTV! registraram 1 ponto.

O resultado colocou fim a três semanas de liderança do programa "Sábado Animado", do SBT, apresentado pela menina Maisa.

Enquete

A mídia, em geral, foi criticada pela cobertura do assunto. Jornalistas inclusive conversaram com o seqüestrador Lindemberg Alves dos Santos para entrevistá-lo.

A impressão foi de espetacularização do tema. Por isso, o Adnews quer saber a sua opinião: Como você analisa a cobertura da mídia no caso do seqüestro do ABC?

Para votar, basta ir ao campo de enquete e dar sua opinião.


sexta-feira, 26 de setembro de 2008

GÊNEROS E FORMATOS DE TELEVISÃO

CONCEITOS NA PRÁTICA
Os alunos do V período de Jornalismo do Centro Universitário Newton Paiva, durante aula sobre Gêneros e Formatos de Televisão, na disciplina de TREPTV - Técnicas de Repórtagem, Entrevista e Pesquisa em TV, ministrada pela professora Ana Beatriz Goulart Pereira, fizeram um estudo identificando cada um dos principais formatos do gênero informativo ( ARONCHI, 2004). O resultado deste estudo e pesquisa está publicado por cada um deles, indicando links para melhor aprendizado.
( Textos com 15 linhas, título instigante, identificando os formatos: matéria, reportagem, nota coberta, stand up e nota seca. Se não for encontrada nota seca, poderá identificar um documentário, mesa redonda, programa de entrevista ou debate - valor 15 pontos. Texto deve vir assinado pela dupla responsável).

Bons estudos!

Ana Beatriz Goulart Pereira

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Web na Tv, da Inac Sistemas, é ferramenta de marketing para hotéis e atrativo para hóspede

Web na Tv, da Inac Sistemas, é ferramenta de marketing para hotéis e atrativo para hóspedes

Destaque na Nova Equipotel 2008, media center permite exibição de filmes, propagandas, TV aberta e por assinatura, música, fotos e internet, além de mostrar informações sobre o hotel.

Há 10 anos atuando com soluções de informática e TI para o setor hoteleiro, a Inac Sistemas leva uma grande variedade de produtos para a Nova Equipotel 2008. Na área de mídia digital, o principal produto é o Web na TV, um media center que possibilita a exibição de TV aberta, TV por assinatura, filmes, músicas, rádios, fotos, internet e informações sobre o hotel, além da conta do hóspede. Já o MídiaGuest é um sistema de mídia indoor que permite a inserção de imagem, vídeo, flash e html, para exibição em telas de LCD no interior do hotel. No setor de acesso e controle de Internet, o destaque fica por conta do Inac Hotel Access, um sistema de controle, gerenciamento e tarifação para o acesso de hóspedes na internet. Já o Inac Business controla e gerencia o acesso à máquinas de Business Centers e o Inac Wifi é responsável pela distribuição de internet sem fio em áreas públicas.

A Inac também leva à Feira o Firewall Imax, solução completa de firewall para o mercado hoteleiro e o Balanceador Inac, um sistema de balanceamento de carga de dois ou mais links de internet, com redundância entre eles. Todas essas aplicações estarão em demonstração no estande da Inac na Nova Equipotel 2008.

A Nova Equipotel 2008, a maior feira de hotelaria e gastronomia da América Latina e uma das cinco mais expressivas do mundo, já cresceu 20% em área construída este ano visando receber 50.000 visitantes no período de 15 e 18 de setembro de 2008, no Pavilhão de Exposição do Anhembi, em São Paulo. A expectativa do Grupo Equipotel é reunir mais de 1.000 expositores em uma área total de 55 mil m². A 46ª edição da Feira engloba cerca de 60 setores da economia e traz ainda seis eventos simultâneos:  Equip Food&Drinks e sua Arena Gastronômica, Equip Design, Equip Spa&Wellness, Equip Conference e a 3ª Rodada de Negócios Equipotel.

Inac Sistemas 
Av. Assis Chateaubriand, s/nº - Parque Anhembi - São Paulo - SP 
Tel.: (11) 3103 3388/3103 3399 
Site: www.inacsistemas.com.br

terça-feira, 26 de agosto de 2008

ENC: Últimos dias para as inscrições de filmes.

 

Se você não conseguir visualizar esta mensagem, acesse este link

Mostra CineBH 2008

Mostra CineBH 2008

Mostra CineBH 2008

Mostra CineBH 2008

Mostra CineBH 2008

Mostra CineBH 2008

Mostra CineBH 2008

 


Para garantir que nossos comunicados cheguem em sua caixa de entrada,
adicione o email comunicados@universoproducao.com.br ao seu catálogo de endereços.

A Mostra CineBH 2008 respeita a sua privacidade e é contra o spam na rede.
Se você não deseja mais receber nossos e-mails, cancele sua inscrição aqui.

 

ENC: QUARTA-FEIRA, DIA 27, MOBILIZAÇÃO EM DEFESA DO DIPLOMA

Jornalistas de Minas defendem a regulamentação profissional do jornalista

 

 

Profissionais, estudantes e representantes da sociedade estão sendo convocados para  manifestação e coleta de assinaturas para o abaixo-assinado em defesa da obrigatoriedade do  diploma de jornalista. Confira a programação e participe:

 

§ Dia 27, quarta-feira, na Praça 7, às 12 horas

§ Dia 30, sábado, na Praça da Liberdade, às 9 horas

§ Dia 31, domingo, na Praça JK, às 10 e às 11horas na Feira de Artes e Artesanato da Av. Afonso Pena

 

Mais informações

(31) 3224-5011

 

                                            

 


sexta-feira, 22 de agosto de 2008

PARCERIA RÁDIO GLOBO E NEWTON PAIVA - PROGRAMAS ESPORTIVOS

Caros,

A Rádio Globo começa a edição mineira do programa “Globo Esportivo e a universidade”, dia 26 de agosto,  na Newton Paiva. Das 18 às 19 horas, o comentarista Osvaldo Reis (Pequetito) vai comandar o programa que terá participação também do jornalista Leonardo Figueiredo, ex-aluno da Newton Paiva.  Haverá sorteios de brinde e participação da platéia.

Essa ação da rádio Globo começou, no ano passado, na PUC Rio, se estendeu a outras universidades cariocas e, nesse semestre, começa em BH. (Em São Paulo também).

Alguns estudantes da disciplina Produção e Ancoragem em Rádio já estão envolvidos no evento. Eles vão comentar sobre esporte especializado. A CPJ fará a cobertura  e a TVC dará uma nota em um de seus programas.

Gostaríamos que vocês verificassem se, na sua disciplina, há alguma maneira de valorizar a participação do aluno, pedindo a ele que execute alguma tarefa jornalística.

Se quiserem trocar opinião, estamos à disposição.

Marialice Emboava, João de Castro

 

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

ENC: TV Digital é tema do "2º TekDay" promovido pela Farnell e Tektronix.

 

NOVA LOGO NewarkFarnell_bx

TV Digital é tema do “2º TekDay” promovido pela Farnell e Tektronix

 

 

 

No próximo dia 26 de agosto, a Farnell Newark, distribuidora de componentes eletroeletrônicos, e a Tektronix promovem o “2º TekDay”, que traz como tema Garantindo a Qualidade e a Compatibilidade em TV Digital através dos Equipamentos de Medidas. O encontro, que ocorre um dia antes da feira SET Broadscast & Cable, será no Clube Transatlântico, em São Paulo, e pretende reunir especialistas e profissionais da área de todo o País. 

 

Na ocasião, os participantes poderão aperfeiçoar seus conhecimentos e participar de um intensivo treinamento das tecnologias Tektronix para o mercado de vídeo. A programação do “2º TekDay” será dividida em dois tópicos: Compressão de Vídeo (MPEG) – A Televisão Moderna e Vídeo Digital (Banda Base) – A Produção na Televisão.

Para credenciamento de imprensa favor entrar em contato com Alessandra Casolato pelo e-mail alessandra.casolato@ch2a.com.br ou

Cida Torres cida.torres@ch2a.com.br ou telefone (11) 3253.7052.


Sobre a Farnell Newark

 

A Farnell Newark iniciou suas atividades no Brasil em 1998, como Farnell do Brasil, trazendo para o país três grandes novidades no segmento de distribuição de componentes eletroeletrônicos e instrumentos de teste e medição: venda por catálogo, entrega sem valor ou quantidade mínima e disponibilidade imediata de cerca de 20.000 produtos.

 

Em 2002, além da linha de produtos apresentados no catálogo da Farnell (Inglaterra) foi incorporado também o catálogo da Newark (EUA), proporcionando, desta maneira, soluções com mais de 500.000 itens. Em 2003, absorve as operações da Tektronix no Brasil e passa a ser Master Distribuidor de produtos Tektronix para o mercado brasileiro.

 

Em 2004, a Farnell Newark lança o site da empresa www.farnellnewark.com.br com mais de 500 mil produtos disponíveis para compra. Dentro de sua política de responsabilidade social, parte dos recursos captados com as vendas através do site são revertidas para o patrocínio do projeto social Passe de Mágica, criado e coordenado pela campeã do basquete Magic Paula.

 

Farnell Newark e Tektronix

‘Garantindo a Qualidade e a Compatibilidade em TV Digital

através dos Equipamentos de Medidas’

Data: 26 de agosto de 2008

Local: Clube Transatlântico

Endereço: R. José Guerra, 130 Chácara Santo Antônio – São Paulo (SP)

Horários: das 8 às 18 horas

 

terça-feira, 5 de agosto de 2008

Pós graduação em Comunicação Corporativa

Olá, colegas.

 

Segue divulgação sobre o curso de pós-graduação em Comunicação Corporativa, que será coordenado pela mestre Maria do Carmo Guerra,   e iniciado agora em agosto. Inscrições abertas. Vejam mais no flyer em anexo ou no site da instituição http://www.newtonpaiva.br/posgraduacao.

 

Com carinho,

 

Ana Beatriz Goulart Pereira

Professora – Novos Cenários/ Pós em Comunicação Corporativa/ Newton Paiva

 

Ana Beatriz Goulart Pereira

Diretoria de Relacionamento e Estratégia

Agência Goulart Grossi Comunicação

www.goulartgrossi.com.br -  bia@goulartgrossi.com.br

55 31 3047 8840 * 55 31 9102 6563

Endereço:

Rua Cristina, 1192/ 1501

Santo Antônio - Belo Horizonte

Minas Gerais - Brasil

CEP: 30.330-130

 

 

sexta-feira, 4 de julho de 2008

Programa de Capacitação em TV e Novas Mídias - Pará

A mensagem está pronta para ser enviada com estes anexos de arquivo ou link:

Atalho para: http://www.pa.gov.br/servicos/conferencias/10a12-07-2008.asp


Observação: para se proteger de vírus de computador, os programas de email
podem impedir o envio ou recebimento de alguns tipos de anexo de arquivo.
Verifique as configurações de email para determinar como os anexos são
manipulados.

VÍDEO É PRIMEIRO LUGAR NO EXPOCOM 2007

VÍDEO BANDAS FILARMÔNICAS GANHA PRÊMIO DE PRIMEIRO LUGAR NO EXPOCOM/2007
O projeto experimental foi realizado por alunas do Centro Universitário
Newton Paiva, curso de Jornalismo,sob orientação da professora Ana Beatriz
Goulart Pereira. Venceu em primeiro lugar na categoria Relações Públicas:

MODALIDADE CD/ROM E VÍDEO
2º LUGAR: Janela Fechada, Universidade Metodista de Piracicaba
1º LUGAR: Bandas Filarmônicas Civis de Belo Horizonte, Centro Universitário
Newton Paiva, Belo Horizonte

Breve assista o vídeo no site do Curso de Jornalismo
Atalho para a notícia: http://www.intercomsudeste.ufjf.br/expocom.htm.
Resumo do projeto:
http://www.portcom.intercom.org.br/expocom/expocomnacional/index.php/PEC-NAC
/article/viewFile/156/131